15 de ago de 2011

Exposição de Rosângela Rennó, "Turista Transcendental"

Na quinta-feira, 18 de agosto, às 19 horas, o Museu Victor Meirelles promove a abertura da exposição “Turista Transcendental”, de Rosângela Rennó. A mostra é parte da programação especial da Semana Victor Meirelles, que comemora a data de nascimento de Victor Meirelles de Lima (18 de agosto de 1832).

Rosângela Rennó apresentará, nesta exposição, exclusivamente vídeos, desde seu primeiro trabalho neste formato, Vera Cruz, até sua série mais recente, intitulada Turista Transcendental. Para esta mostra no Museu Victor Meirelles, Vera Cruz será instalado na sala de exposições de longa duração ao lado de uma seleção de desenhos do próprio Victor Meirelles relacionados à obra “A Primeira Missa no Brasil” (1860), pertencentes ao acervo da instituição.

A mostra se estende pela sala de exposições temporárias onde serão exibidos dois vídeos da série Frutos Estranhos, de 2008, e quatro vídeos da série Turista transcendental. Estes últimos foram gravados em diferentes locais do mundo. De um inóspito deserto de sal da Bolívia, passando pelas pirâmides do México, pela remota Ilha da Reunião no Oceano Índico até a Estátua da Liberdade dos Estados Unidos, a artista coleta imagens de maneira amadora, com o olhar de um turista.

Segundo Rosângela Rennó: “O turista transcendental é aquele que, ao viajar para um lugar, traz junto a memória de um outro lugar. Ao documentar uma paisagem exótica, ele agrega, de forma alegórica, dados pertinentes a outros povos e lugares, como se construísse uma ponte delicada ligando várias culturas, levando-nos a pensar em experiências muito além do mundo material”.

No mesmo dia, às 18h, ocorrerá o já tradicional “Encontro com o artista”, com a presença de Rosângela Rennó. Também será aberta a nova edição do Projeto Diálogos com a Desterro, com o trabalho “Só Exílio”, de Ricardo Kolb, um obelisco instalado no interior da sala de exposições de longa duração que provocará um diálogo com a obra “Vista do Desterro - atual Florianópolis” (1851), de Victor Meirelles.

Sobre a artista:
Rosângela Rennó (Belo Horizonte, 1962). Vive e trabalha no Rio de Janeiro. Formada em arquitetura pela Escola de Arquitetura da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte (1986) e em artes plásticas pela Escola Guignard, Belo Horizonte (1987). Doutora em artes pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, São Paulo (1997). No final da década de 1980, cria suas primeiras obras, que têm como base fotografias de álbuns de família. Entre 1991 e 1993, integra o Visorama, grupo de estudos de arte contemporânea. Em suas fotografias, objetos, vídeos e instalações, a artista aborda discussões acerca da natureza da imagem. Realiza trabalhos com base em fotos 3 x 4, produzidas em estúdios populares. Em 1992, inicia o projeto Arquivo Universal, um banco de dados virtual, composto por trechos de textos jornalísticos, que contêm referências a imagens fotográficas. Em paralelo, trabalha com fotografias obtidas em arquivos públicos e privados, como as imagens de presos do extinto Departamento de Medicina e Criminologia, pertencentes ao Museu Penitenciário Paulista. Recebe bolsas da Civitella Ranieri Foundation, de Umbertide, Itália, em 1995; da Fundação Vitae, em 1998; e da John Simon Guggenheim Memorial Foundation, de Nova York, em 1999. Em 2003, é publicado o livro Rosângela Rennó: [O Arquivo Universal e Outros Arquivos], pela Cosac & Naify. Em 2010, Rennó foi uma das artistas convidadas da 29ª Bienal de São Paulo. (Mais informações em www.rosangelarenno.com.br).

---
O quê: Abertura da exposição Turista Transcendental, de Rosângela Rennó
Onde: Sala de exposição temporária do Museu Victor Meirelles.
Quando: Abertura: 18 de agosto, às 18h (Encontro com a Artista). Visitações: atéa 6 de outubro de 2011.
Quanto: Gratuito.
Mais informações: mvm.ac@museus.gov.br / 48 3222-0692

Nenhum comentário:

Postar um comentário